quarta-feira, 14 de maio de 2008

Capítulo 43 – A instituição da República

Governo provisório -> liderado pelo marechal Deodoro da Fonseca, monarquista até o momento de assumir. A participação popular na instituição da república foi praticamente nula.

Parece que a principal preocupação do governo provisório era defender a ordem pública já existente, a segurança e o direito dos proprietários brasileiros e estrangeiros.

Primeiras providências
- Instituição do federalismo: províncias transformadas em estados, ganhando mais autonomia.
- Separação entre Igreja e Estado: o estado não mais controla a igreja; criação de registro civil de nascimento e o casamento civil.
- Criação de novos símbolos nacionais: criação da bandeira “Ordem e Progresso”.
- Promulgação da lei da grande naturalização: com o objetivo de diminuir o sentimento antilusitano, declarava cidadãos brasileiros os estrangeiros residentes no Brasil.

Encilhamento: a especulação financeira
- Incentivava a emissão de grande quantidade da moeda.
- Conseqüências: inflação (aumento generalizado dos preços); aparecimento de empresas fantasmas.
- Rui Barbosa, criador do plano, não resistiu à pressão e renunciou.

A primeira Constituição da república (15 de novembro de 1980)
- Sistema presidencialista, federalista.- Três poderes: executivo, legislativo e judiciário.- Voto aberto – não secreto (para homens, maiores de 21 anos, alfabetizados – exceto soldados, padres, mendigos).

Governo de Deodoro da Fonseca
O Congresso Nacional (ex-Assembléia Constituinte) elegeu Deodoro da Fonseca para o primeiro presidente do Brasil (derrotando Prudente de Morais, representante da oligarquia cafeeira paulista). Floriano Peixoto, vice de Prudente de Morais, foi eleito também.

Depois de eleito, por falta de apoio de alguns setores da população (como os cafeeiros) e conseqüente instabilidade política, Deodoro fecha o Congresso. A oposição reagiu e membros da marinha – liderada por Custódio de Melo – ameaçavam bombardear o Rio de Janeiro caso Deodoro não renunciasse (Primeira Revolta da Armada). Em 23 de Novembro de 1891, seu cargo foi ocupado pelo vice-presidente, Floriano Peixoto.

Governo de Floriano Peixoto (Marechal de Ferro)
Estimulou industrialização (facilitando importação de equipamentos industriais e financiando empresários da indústria); realizou a reforma bancária (apenas governo federal podia emitir dinheiro); baixou o preço da carne e dos aluguéis residenciais e aprovou uma lei que previa a construção de casas populares.

Oposicionistas alegavam que outra eleição deveria ser convocada (inclusive militares – esses foram punidos), mas Floriano se negou. Houve a Segunda Revolta da Armada, na qual Custódio de Melo ameaçava novamente bombardear o Rio de Janeiro se o presidente não convocasse novas eleições. Apesar de a marinha ter cumprido essa ameaça, o governo conseguiu conter os revoltosos.

Houve também a Revolução Federalista, no Rio Grande do Sul, um conflito sangrento entre o Partido Republicano Rio-grandense (que defendia o sistema presidencialista) e o Partido Federalista (defensor do parlamentarismo). Terminou somente em 1895, no governo de Prudente de Morais.
Por Victor Costa

19 comentários:

Anônimo disse...

brigado ai victor...achei meu trabalho prontooo

Anônimo disse...

achamos nosso trabalho ....valeu...

Anônimo disse...

valeuuuuu

Anônimo disse...

obrigada Victor valeuuuuuuuuu mesmo.........

maria disse...

obrigada Victor valeuuuuuuuuu mesmo.........

Anônimo disse...

obrigada Vitor ;DD
estudei pra prova pelo seu conteúdo ^^'

Anônimo disse...

muito obg, msm capitulo do meu livro da escola, tudo resumido, obg (:

tati disse...

conseguii fazer meu trabalho vaaaleu

Anomimo disse...

Obrigada Victor !
Com essa sintese , vou conseguir estudar um pouco pra prova amanha!
Precisando muita noota , kk !
Vaaleu !

naty disse...

muito legal... gostei muito, tenho prova hoje, com esse resumo ficou bem mais fácil, bjs :)

Anônimo disse...

O assunto completo da minha Prova, serviu muito, valeeo aê victor. vou passar pra todo mundo

Anônimo disse...

o roratto fez quanto no cartola?

Anônimo disse...

dae rafael antonio brixner to muito bem cara, vo mita, nao gostei muito dessa ajuda

Anônimo disse...

manda convite pro pedreiros

Anônimo disse...

olha uns porno na pipa

Anônimo disse...

uaaaauu uaaaaau this rey i garn in quilmes oown in faiket oh my god in faiket, delichous delichous.. (8)

Anônimo disse...

bah victor que ratiada ome, botei tu no cartola e fui mal

Anônimo disse...

Só uma correção, o ano da primeira constituição da repúplica está errado.É 1890 e não 1980. obg ..

Anônimo disse...

valeu msm,, facilitou bastante pra mim cara..